Contactos

info@azor-in.pt
+ 351 91 22 999 77

Siga-nos

Info

Não hesite em contatar-nos para tours personalizados.

Os Açores têm uma rede de Percursos Pedestres Classificados pelo Governo Regional dos Açores e assim é garantida a segurança e a tranquilidade de quem frequenta estes trilhos. Estes são classificados por três níveis de dificuldade – fácil, médio e difícil. Muitos dos trilhos aproveitam caminhos antes utilizados pelos habitantes ao longo dos séculos, tanto para deslocações do dia-a-dia, transporte de mercadorias ou trânsito de gado. A temperatura amena nos Açores permite explorar os nossos trilhos em qualquer estação do ano. Devido a particularidades meteorológicas e condições do terreno, alguns trilhos poderão estar indisponíveis temporariamente.

 

Baías da Agualva

Integrado na Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies da Costa das Quatro Ribeiras este percurso desenvolve-se ao longo da costa norte da ilha, podemos observar várias baías onde se destacam extensas áreas de arriba, com fenómenos de disjunção prismática do basalto.

Destacamos: a Alagoa da Fajãzinha, que constitui um dos melhores exemplos de uma fajã de preenchimento dos Açores.

Dificuldade: Fácil
Distância: 4 km
Duração média: 2h30
Altitude mínima: 0 m
Altitude máxima: 124 m
Equipamento recomendado: Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água.

 

Serreta

Este percurso atravessa a Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies do Planalto Central e Costa Noroeste e a Reserva Natural da Serra de Santa Bárbara e dos Mistérios Negros, aqui poderá observar uma vegetação muito variada, que inclui exemplares de flora endémica. A cerca de metade deste percurso encontra-se a Lagoinha, uma pequena lagoa rodeada por um bosque de cedros.

Destacamos: a vista para as ilhas de São Jorge, Pico e Graciosa e a Lagoinha.

Dificuldade: média
Extensão: 7 km
Duração média: 3h00
Altitude mínima: 203 m
Altitude máxima: 784 m
Equipamento recomendado: Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água

 

Rocha do Chambre

Este trilho encontra-se maioritariamente inserido na Área Protegida para a Gestão de Habitats ou Espécies do Planalto Central e Costa Noroeste, fazendo ainda uma incursão na Reserva Natural do Biscoito da Ferraria e do Pico Alto. São cerca de 9 km de caminhada em ambientes diversos, onde terá oportunidade de contemplar a imponente paisagem sobre a Reserva Natural do cimo da Rocha do Chambre.

Destacamos: a vegetação endémica, paisagem do cimo da Rocha do Chambre, vista para o norte e centro da ilha.

Dificuldade: Média
Distância: 9,3 km
Duração média: 3h30
Altitude mínima: 485 m
Altitude máxima: 704 m
Equipamento recomendado: Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água.

 

Mistérios Negros

Integrado na Reserva Natural da Serra de Santa Bárbara e dos Mistérios Negros, este percurso inicia-se e termina no local onde está situada a Gruta do Natal, junto à Lagoa do Negro. Ao longo do caminho é possível observar diversa vegetação endémica. Outro grande atrativo são os Mistérios Negros que dão o nome ao percurso e que consistem em domos traquíticos formados por acumulações de lavas recentes que ainda não se encontram totalmente providos de vegetação. Próximo do final da caminhada encontra-se à direita o Pico Gaspar, cuja subida permite a observação da sua cratera rica em endemismos.

Destacamos: as pequenas lagoas ao longo percurso, os Mistérios Negros e o Pico Gaspar.

Dificuldade: Difícil
Extensão: 5km
Duração: 2h30
Equipamento recomendado: Calçado apropriado para caminhadas, impermeável, chapéu, protetor solar e água.